Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Filter by Categories
Sem categoria

Institucional

Instituída pela Lei Municipal nº 5.115, de 16 de julho de 2010, a Fundação de Saúde Pública São Camilo de Esteio é uma entidade jurídica sem fins lucrativos, de interessa coletivo e de utilidade pública, com autonomia gerencial, patrimonial, orçamentária e financeira, que integra a Administração Indireta do Município de Esteio.

Os primeiros passos do hospital ocorreram em 9 de abril de 1951, quando foi fundado como Associação Beneficente. No mesmo ano, adota a denominação de Hospital Geral de Esteio, ainda sem uma estrutura física.

Em 28 de julho de 1952, o São Camilo foi encampado pela Prefeitura e, em dezembro do mesmo ano, Osmundo Reuper fez a doação do terreno para a construção do hospital. As obras iniciais foram pagas com verbas municipais e federais, venda de apólices e empréstimos. Em 20 de outubro de 1963, o São Camilo é inaugurado oficialmente.

A primeira ampliação é feita em 1966, com a construção do segundo bloco cirúrgico. Em 2 de abril de 1971, o hospital é transformado em autarquia, pela lei municipal nº 763. Após um período de crise, em meados da década de 90, as irmãs camilianas deixam a administração da casa de saúde, que retorna para a Prefeitura Municipal. Em 4 de julho de 2008, é inaugurada a nova ala do São Camilo, chamada “Padre Pio de Pietrelcina”, ampliando a capacidade de atendimento.

A transformação do hospital de autarquia em Fundação de Saúde Pública de Direito Privado ocorre em 2010. Além do São Camilo, a Fundação tem em seu quadro o Serviço de Atendimento Médico de Emergência, o Centro de Especialidades e a Estratégia de Saúde da Família. Em 2013, a gestão obtém a chancela de 100% dos atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), ampliando os recursos vindos do Governo do Estado. Muitas mudanças ocorrem neste período, como a reforma da maternidade, com novos espaços para Centro Obstétrico e Alojamento Conjunto, e a ampliação da UTI Neonatal.